Hepatite A: Aumento de mais de 700% em SP

A hepatite A teve um aumento de 708% em São Paulo, mostrou o SP1. Em 2016, foram 64 casos na capital, e nenhuma morte. Neste ano, já foram registrados 517 casos, e duas pessoas morreram. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde.

A maioria dos casos, 80%, são homens de 18 a 39 anos que adquiriram a doença através de contato sexual sem proteção.

No ano passado, a Europa teve um surto de hepatite A com a transmissão principalmente por via sexual. Mas aqui, os especialistas também alertam para as condições sanitárias.

“É um vírus que a gente pode adquirir num alimento cru mal preparado por uma pessoa que não lavou a mão adequadamente e está transmitindo o vírus; por frutos do mar onde o mar não tem esgoto tratado”, disse o infectologista Mario Gonzalez.

A Unidade Básica de Saúde é a porta de entrada para tratar a doença e tomar a vacina, que está disponível na rede pública para crianças de até 5 anos, pessoas com HIV positivo, pacientes em tratamento de quimioterapia e pessoas com hepatite B e C. Para as demais, a vacina pode ser tomada na rede particular de saúde.

A doença é uma inflamação com infecção no fígado. Os sintomas são febre, dor no corpo, dor na barriga, náusea, mal estar, e a pessoa fica amarelada depois de um tempo. O tratamento é, basicamente, repouso. A hepaite A tem cura em 99% dos casos.


Fonte:
https://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/com-aumento-de-mais-de-700-em-sp-hepatite-a-causou-duas-mortes-na-capital.ghtml

FIQUE POR DENTRO DE TUDO

Acompanhe pelas redes sociais também tudo o que acontece aqui!