Sintomas de Diverticulite

Os sintomas mais comuns estão indicados a seguir;

1. Dor no lado esquerdo da barriga que não passa

2. Enjoos e vômitos

3. Barriga inchada

4. Febre acima de 38º C com calafrios

5. Perda de apetite

6. Alternância de períodos de diarreia ou prisão de ventre

Quando surgem estes sintomas, deve-se ir ao pronto-socorro ou consultar um gastrenterologista para realizar exames como tomografia computadorizada, ultrassonografia ou colonoscopia de forma a diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Geralmente, a diverticulite é mais frequente em pessoas com mais de 40 anos, que têm diverticulose, prisão de ventre ou excesso de peso. Além disso, se existir casos de diverticulose na família, também existe um maior risco de se ter diverticulite.

Como é feito o tratamento

O tratamento para diverticulite aguda deve ser orientado por um gastroenterologista ou um cirurgião geral e pode ser feito em casa com remédios antibióticos, por cerca de 10 dias, e a ingestão de remédios analgésicos para reduzir a dor abdominal.

Durante o tratamento para diverticulite é recomendado manter o repouso e, inicialmente, durante 3 dias, fazer uma dieta líquida, adicionando lentamente os alimentos sólidos. Depois de tratar a diverticulite, é importante fazer uma alimentação rica em fibras, orientada por um nutricionista, de forma a melhorar o funcionamento intestinal e evitar que os divertículos inflamem novamente. Veja as dicas da nossa nutricionista: 

Nos casos mais graves, em que os divertículos perfuram, podendo dar origem a complicações como peritonite ou infecção generalizada do organismo, pode ser utilizada a cirurgia para retirada da região afetada.

Quais as principais causas

As causas da diverticulite ainda não são conhecidas, mas existem alguns fatores que aumentam o risco de um indivíduo desenvolver divertículos no intestino e, consequentemente, de estes inflamarem e darem origem a uma diverticulite, como:

  • Ter mais de 40 anos;
  • Fazer uma alimentação rica em gordura e pobre em fibras;
  • Ter obesidade;
  • Não praticar atividade física regularmente.

Para se avaliar se já existem divertículos, deve-se fazer uma colonoscopia para avaliar todo o interior do intestino.

FIQUE POR DENTRO DE TUDO

Acompanhe pelas redes sociais também tudo o que acontece aqui!