VOLUNTÁRIO DE PESQUISA

Voluntários de Pesquisa

Qualquer medicamento que haja na farmácia para ser aprovado teve que passar por testes que representam as várias fases da pesquisa. As fases que envolvem a administração do medicamento a seres humanos são as pesquisa clínicas e os pacientes que participam são chamados de voluntários. Assim não há o desenvolvimento de novas medicações sem a participação dos voluntários, razão pela qual, o voluntário tem um papel fundamental no avanço da medicina.

A proteção do voluntário é garantida por um conjunto de normas que garantem que o pesquisador só pode atuar da forma descrita no protocolo aprovado. A pesquisa delimita as características do paciente de acordo com critérios para a inclusão no estudo e também o número de voluntários que podem ser incluídos. A evolução do estudo, sob responsabilidade de médicos gabaritados, é supervisionada pela ANVISA e por um comitê de ética independente.

A participação no estudo é totalmente voluntária e somente ocorre após a assinatura do termo de consentimento onde estão descritos os objetivos do estudo, os possíveis riscos e benefícios, tratamentos alternativos e todos os procedimentos do estudo.

Assim, as regras do GCP (boas práticas clínicas da pesquisa ) garantem que a autonomia, dignidade, direitos e a segurança do voluntário sejam respeitadas. Desse modo, permitindo que os voluntários tenham acesso aos benefícios de medicações de ponta em condições de apoio e segurança.

FIQUE POR DENTRO DE TUDO

Acompanhe pelas redes sociais também tudo o que acontece aqui!