Estudo de Diabetes Tipo 2 com Colesterol

DIABETES TIPO 2 COM COLESTEROL

O Diabetes Tipo 2 é a versão mais comum da doença, responsável por 90% dos diagnósticos. A variante está associada a uma predisposição genética e aos hábitos de vida (obesidade, sedentarismo e má alimentação). Ela se expressa pela capacidade limitada de produzir a insulina, hormônio fabricado pelo pâncreas e responsável pelo controle dos níveis de glicose no sangue.

Pacientes com diabetes devem redobrar a atenção quando o assunto é colesterol alto, pois o risco de apresentar aumento dos níveis de gordura no sangue é maior em diabéticos.

E o colesterol é outra grande preocupação dos brasileiros. Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) concluiu que os níveis de colesterol elevado atingem cerca de quatro em dez brasileiros adultos. Ou seja, cerca 40% da população do país apresenta a doença.

Além do Diabetes, tendências genéticas, obesidade e sedentarismo são fatores que contribuem para a elevação dos índices do colesterol. Em excesso, ele acelera o entupimento de artérias, podendo causar infarto ou AVC. O tratamento é feito a partir de mudanças de estilo de vida, como exercício e comer uma dieta saudável, além do uso de medicamentos como a Sinvastatina e a Atorvastatina.

O CPclin possui um estudo clínico aberto sobre o tema. Confira os critérios de participação:

– Paciente com Diabetes Tipo 2 diagnosticado;
– Estar em uso de sinvastatina ou atorvastatina;
– Com LDL maior que 130;

 

Inscreva-se!

Seja voluntário e tenha a chance de colaborar para o avanço da medicina com novas opções de tratamentos e medicamentos desta doença.

Scroll Up